Sem acordo sobre repasse de cachês, MC Loma processa empresário

Sem acordo sobre repasse de cachês, MC Loma processa empresário

A cantora MC Loma processou a produtora Start Music alegando que não é repassado os valores corretos dos shows que ela e as Gêmeas Lacração realizam. Além disso, a funkeira acusa o empresário responsável, Marcelo Fernandes, por não gerenciar corretamente a carreira a grupo.

 

Segundo o Extra, por questões contratuais, Loma e sua mãe não podem se pronunciar publicamente em relação ao fato. Mesmo assim, a MC tem divulgado nas redes sociais os problemas que está enfrentando atualmente: “Foram tantos planos que criamos, tantas dificuldades que passamos. E hoje, eu só posso lembrar dos bons momentos. Acreditei, confiei e me decepcionei”, publicou a cantora que atualmente passa por dificuldades financeiras e está proibida de realizar novos shows. Desde o mês de julho Loma ficou impedida de se apresentar, já que foi constatado que ela não estava matriculada em nenhuma escola (relembre aqui).

 

O empresário do trio, Marcelo Fernandes, entrou em contato com o Extra e negou que está deixando de repassar toda a quantia gerada nos shows do grupo. Ele contou que 60% do valor arrecadado é repassado para Loma e as Gêmeas Lacração.

 

Fernandes disse que depois que Loma foi impedida de realizar novos shows ela se afastou da produtora e não tem conversado mais com ele. Ao mesmo tempo, segundo o empresário, a artista passou a fazer as postagens nas redes sociais que associam às acusações que vem fazendo: “A Loma, do nada, parou de falar com a gente pelo nosso grupo do WhatsApp e passou a postar coisas nas redes sociais. Ela abriu um processo contra a nossa empresa e isso nos pegou de surpresa. Tudo o que ela tinha para receber, ela recebeu”.

 

Marcelo pretende dialogar com Loma para tentar resolver a situação. Ele deseja continuar como empresário da funkeira pernambucana já que o grupo assinou um contrato de 5 anos com a Start Music. Segundo ele, caso o contrato seja quebrado antes do prazo a MC terá que pagar uma multa que pode abalar a continuidade de sua carreira. “Se elas romperem agora, terão que pagar multa por quebra de contrato, que equivale a R$ 3 milhões cada uma. Isso iria prejudicar muito a ela, e não queremos que isso aconteça. Queremos entender o que se passa e voltar a trabalhar com ela”, esclareceu.

 

Marcelo lamenta a atitude de sua cliente e crê que a falta de maturidade dela seja o fator principal para as declarações que vem divulgando nas redes sociais. “Loma é uma criança, tem 15 anos, não sabe o que posta”, disse.



Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-Não Comercial-SemDerivações 4.0 Internacional

.