logo

PUBLICIDADE
Denilson volta a cobrar dívida milionária de Belo e diz que cantor não colabora com acordo
22/10/2021 08:48 em Música

por Folhapress

O ex-jogador e comentarista da Band Denilson de Oliveira Araújo, 44, voltou a cobrar publicamente o cantor Belo, 47 por uma dívida milionária que o artista ainda não quitou com ele. Os dois brigam judicialmente desde o início de 2000 quando o futebolista comprou os direitos da banda Soweto e Belo, o então vocalista, pediu para sair do grupo, sendo processado por danos morais pelo ex-atacante.
 

Em entrevista ao podcast Flow Sport Clube, Denilson afirmou não se conformar com a situação que classificou como surreal. "É aquela [história] que você olha e fala: 'Não é normal'. Não pode ser normal um cara te dever e dormir tranquilo. Peguei um café hoje, puxei a carteira, estava sem dinheiro. Perguntei quanto era. A tia disse que era R$ 6,50. Falei: 'Tudo isso um café com leite?'. Eu saí, fui no caixa eletrônico e fiquei preocupado para pagar logo", afirmou.
 

Procurado, Belo não se pronunciou até a publicação deste texto. "O cara vive a vida normal, está por aí e está lindo para ele. Acho que tem gente que tem esse perfil, de achar que o certo é o errado. E a gente vive em um mundo em que você faz isso e está tudo bem. Mas não é. Não está tudo bem. Está tudo errado", acrescentou Denilson.
 

O comentarista afirmou também que houve uma tentativa de acordo recentemente e que ele estava disposto "a abrir mão de muito dinheiro" para colocar fim à briga judicial, mas o acerto não foi concluído.
 

"Eu ia fazer um acordo, abrir mão de 'uma picanha', perguntei quanto ele queria pagar, só não queria mais o meu nome com o dele. Eu sou carreira solo, não sou dupla sertaneja. Aí, tudo certo. Meu jurídico foi lá, bateu o 'barato' do jeito certo e cadê? Aí, a gente fica assim: 'O que está acontecendo?' Vai ficar assim: oficial de justiça batendo, dando dor de cabeça e ele vivendo a vida. É simples assim, não tem segredo. Ele deve e eu quero receber", concluiu.
 

Em julho, a Justiça de São Paulo bloqueou as arrecadações de dois shows feitos por Belo no Dia dos Namorados para o pagamento da dívida que gira em torno de R$ 5 milhões.
 

Na ocasião, a assessoria de imprensa de Belo informou que o bloqueio dos valores se referia somente aos juros de uma dívida já quitada.

COMENTÁRIOS
Nosso Instagram